Cittadini come noi, mas nem sempre

Photo by Igor Ovsyannykov on Unsplash
Photo by Igor Ovsyannykov on Unsplash.

Olá!

Hoje eu gostaria de propor uma reflexão sobre o tratamento “especial” que o Consulado Geral da Itália em São Paulo resolveu dar a uma parte dos cidadãos italianos ali inscritos.

Com uma suposta boa vontade de melhorar o tempo de espera nas filas, a representação consular em São Paulo resolveu agir de uma forma no mínimo questionável: filhos maiores de idade de italianos inscritos no AIRE para o Consulado de São Paulo poderão iniciar o reconhecimento da cidadania italiana sem enfrentar a fila de cerca de 12 anos a qual os requerentes naquele consulado são submetidos.

Parece uma iniciativa positiva, não é? Mas como diz o ditado, “o diabo mora nos detalhes”. A iniciativa só vale para aqueles que forem filhos de cidadãos italianos nascidos na Itália.

O que isso significa? De uma forma bem sutil, entende-se que intencionalmente ou inconscientemente um órgão da administração pública italiana trata de maneira diferente pessoas que por lei são tão italianas quanto aquelas nascidas no território da Itália.

Provavelmente devido à repercussão negativa da medida na comunidade de descendentes, a inicitiva, primeiramente anunciada no Facebook do consulado, foi posteriormente “esclarecida” em comunicado no site oficial, colocando a medida como “experimental” e provisória, mas sem especificar em momento algum qual seria o prazo para aplicação da medida para todos os italianos inscritos no AIRE, sem distinção.

Para ler o “esclarecimento” oficial, acesse esse link. Para a página oficial da medida, consultar aqui.

Já falamos sobre o conceito de cidadão italiano aqui. Esperamos, de coração, que esta medida seja de fato aplicada a todos os cidadãos. Da forma como está, não é nada menos do que um absurdo, além de um claro confronto ao que a lei determina.

Daniel Taddone, ex-funcionário consular de São Paulo e de Recife, além de candidato nas últimas eleições parlamentares italianas, falou sobre isso em um de seus últimos posts no Facebook  e também em uma live. Vale conferir!

E você? O que pensa sobre esta polêmica medida?

Arrivederci! 🙂

Publicado por

Adriano Donato Couto

Ítalo-brasileiro nascido em Minas Gerais, morando atualmente na região de Lisboa. Desenvolvedor de software. Italo-brasiliano nato a Minas Gerais. Abita attualmente a Lisbona (Portogallo). Sviluppatore di software. Italian-Brazilian that was born in Minas Gerais (Brazil). Living in Lisbon currently. Software developer.

2 comentários em “Cittadini come noi, mas nem sempre”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s