25 de Abril: Liberação na Itália e Revolução em Portugal

Photo by 广博 郝 on Unsplash.
Photo by 广博 郝 on Unsplash.

Olá!

Como muitos de vocês já devem saber, sou descendente (entre outros) de portugueses e italianos.

Recentemente, descobri que a data de 25 de abril não é importante apenas na Itália, mas também em Portugal. Diante disso, e com minha viagem para Portugal marcada para este dia, gostaria de apresentar o significado que este feriado tem para ambos os países.

Para a Itália, a data homenageia uma importante vitória ocorrida no ano de 1945: a queda do nazifascismo no país. Conforme retratado aqui e aqui, foi no dia 25 de abril que os soldados da Alemanha nazista e da República Social Italiana começaram sua retirada de Turim e Milão (sede dos partigiani), graças ao combate dos partigiani e dos Aliados.

ℹ️ Pra contextualizar: Os partigiani eram um grupo de pessoas de diferentes núcleos sociais, que se rebelaram contra o domínio nazifascista no território italiano.

Em Portugal, o feriado recorda um fato mais recente, mas também de grande importância. Foi nesse dia que se iniciou a revolução que culminaria no fim do período ditatorial por lá.

Como retratado aqui e aqui, uma rádio portuguesa soltou neste dia a senha para o início do movimento: a música “Grândola, Vila Morena”, de Zeca Afonso, proibida pelo regime da época.

A partir do sinal secreto, os militares rebeldes depuseram Marcelo Caetano (então presidente do país), substituindo-o pelo militar António de Spínola. Tudo isso iniciou a revolução que buscaria redemocratizar o país.

ℹ️ Pra contextualizar: O nome do movimento se deve aos cravos, flor nacional, que foram enfiados pela população nas espingardas dos soldados, em comemoração pelo levante.

Como se vê, o feriado nacional de 25 de abril possui gatilhos diferentes em Portugal e na Itália, mas ambos com um sentimento de retomada do orgulho patriota de cada país.

E por hoje é só! E você, gostaria de acrescentar alguma informação? Conte pra gente!

Arrivederci! 🙂

Anúncios