Portugal: por que o galo é um símbolo nacional?

Suvenir do Galo de Barcelos. Adriculas [Public domain], from Wikimedia Commons.
Suvenir do Galo de Barcelos. Adriculas [Public domain], from Wikimedia Commons. Disponível em: Wikimedia Commons. Acesso em 03/02/2019.

O galo sempre esteve presente na maioria dos lugares tipicamente portugueses que visitei em Lisboa, ao lado da onipresente sardinha.

Curiosamente, porém, foi após minha mudança para o Reino Unido que a minha curiosidade sobre este símbolo nacional lusitano aumentou.

Por aqui, os britânicos adoram a rede de restaurantes Nando’s, que se intitula portuguesa e especializada em pratos picantes com frango.

Seu símbolo é o galo e um amigo italiano me perguntou em uma das minhas idas à rede sobre a razão deste animal ser tão famoso no país.

Ganhei uma pulga atrás da orelha! Tive então que pesquisar sobre o tema para ter de volta a minha tranquilidade. 😀

Há diversas versões, mas o formato mais comum é o seguinte:

Lá pelo período medieval, na cidade de Barcelos, no norte de Portugal, houve um roubo que deixou toda a cidade agitada.

Um galego que passava pela cidade, supostamente seguindo o Caminho Português de Santiago para pagar uma promessa, foi acusado e preso.

Ele pediu para ver o juiz que o havia condenado. Na casa do juiz, que conduzia no momento um banquete, o jovem alegou novamente inocência, apontando para um prato com um galo assado e citando a seguinte frase:

 —É tão certo eu estar inocente, como certo é esse galo cantar quando me enforcarem.

O juiz achou a história descabida e permitiu que prosseguissem com a condenação, que seria a forca.

Quando do momento do enforcamento, porém, o galo se levantou e cantou, fazendo com que o juiz percebesse o erro e corresse atrás do rapaz para tentar evitar sua morte.

Para o alívio do juiz e sorte do rapaz, este teria sido salvo devido a um nó mal feito na corda.

O agora inocentado rapaz foi então declarado inocente e solto.

Anos depois, ele teria retornado à cidade e construído o Cruzeiro do Senhor do Galo, monumento que está localizado no Museu Arqueológico de Barcelos.

O monumento é uma homenagem à Virgem Maria e São Tiago, pelos quais a devoção é muito forte na região.

Eternizado por essa história, o galo se tornou um símbolo muito lembrado e conectado com o país, sendo hoje um dos mais importantes por lá e queridinho dos turistas.

É comum que se veja em diversas regiões, mas especialmente na cidade de origem da lenda, estatuetas de cerâmica e diversos outros tipos de suvenir com o animal.

Se você quer assistir a uma outra versão da história, e de quebrar ouvir o agradável sotaque português, recomendo o vídeo a seguir:

Interessante, não? Com minha curiosidade satisfeita e mais um cafezinho semanal no nosso blog, me despeço.

Arrivederci! 🙂

Anúncios

Publicado por

Adriano Donato Couto

Ítalo-brasileiro nascido em Minas Gerais, morando atualmente em Londres. Desenvolvedor de software. Italo-brasiliano nato a Minas Gerais. Abito attualmente a Londra. Sviluppatore di software. Italian-Brazilian that was born in Minas Gerais (Brazil). Living in Londron currently. Software developer.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.