Befana: a história da bruxa italiana que encerra o período de Natal

Representação da Befana. Autor: Tiguliano. Licença CC BY-SA 4.0: https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0. Fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Befana1.jpg. Wikimedia Commons.

Na Itália, como em vários outros países, o Natal se encerra em seis de janeiro, a Epifania, data em que se comemora a visita dos três reis magos ao menino Jesus.

Por lá, porém, há um ingrediente especial que mantém as crianças muito bem comportadas até este período: a bruxa Befana.

Qual a tradição em torno da Befana?

Segundo a tradição, na noite da Epifania, entre 5 e 6 de janeiro, os três reis magos estavam a caminho de Belém quando pararam para pedir informações sobre o percurso.

Befana, a bruxa, lhe deu as instruções necessárias para chegar até Belém, mas se recuou a acompanhar-lhes no trajeto.

Mais tarde, arrependida da decisão, pegou um cesto de doces e resolveu sair no intuito de encontrar os três viajantes e o menino Jesus, tendo falhado neste objetivo.

Durante o caminho, parava em cada casinha e deixava um doce de presente naquelas em que havia uma criança.

Esta versão vem de histórias que remontam ao século XII.

Sua aparência não seria das mais atraentes, sendo corcunda, de nariz torto, cabelos brancos bagunçados, roupas bem velhas e sapatos desgastados.

Ainda segundo a história, a bruxa passou a repetir o ato todos os anos na mesma noite, dando presentes apenas aos meninos e meninas bons. Aos travessos, a bruxa deixa um pouco de carvão.

Todos os anos, as crianças deixam as meias penduradas a fim de que a bruxa possa abastecê-las com doces e outros presentes.

Origem da tradição

Como muitas das tradições de Natal que não possuem relação direta com o Cristianismo, a história da Befana remonta a tradições pagãs, possivelmente de muito antes do Cristianismo.

Segundo uma das versões, a lenda teria conexões com rituais pagãos antigos e ciclos de estações relacionados com a agricultura.

A bruxa seria, nesta versão, uma representação da natureza durante o inverno. Durante a noite do dia 5 para o dia 6, faria um sobrevoo por diversos locais de produção agrícola para proporcionar fertilidade.

E aí, já conhecia a história? Espero que tenham gostado.

Arrivederci! 🙂

Marcado como: