Cheers! Os drinks e bebidas mais comuns no Reino Unido

Interior do The Churchill Arms. De louça e bandeiras aos mais diversos objetos de época, a ornamentação no teto é de um charme à parte.

Aqui no Reino Unido, já estamos quase no fim da primavera. Iniciada em 20 de março, termina agora dia 20 de junho, cedendo lugar para o verão.

Com os dias mais quentes e o sol menos escasso, as pessoas tendem a curtir piqueniques, churrascos e outras atividades ao ar livre.

Inspirado por este período, trago hoje para você uma lista de drinks e bebidas muito comuns por aqui, seja por serem típicos do Reino Unido ou simplesmente por serem muito apreciados pela população.

Antes, porém, vamos para a forma de se brindar nas terras da rainha.

Tim, tim! Cheers!

Photo by Elevate on Unsplash.
Photo by Elevate on Unsplash.

Se no Brasil temos o costume de falar “tim, tim!” ao batermos os copos uns contra os outros, por aqui a palavra mágica é “cheers“!

Assim como nas terras tupiniquins, por aqui costuma ser considerado de boa educação aguardar que os demais recebam suas bebidas antes de experimentar a sua, mas é no momento do brinde que a coisa muda um pouco.

Para cada pessoa com quem você brinda, olhe diretamente nos olhos. Não faça como se fosse o personagem da série “Você”, obviamente, mas lance um olhar rápido e simpático. Um brinde sem olhar nos olhos é deselegante. Não é norma para todo mundo, mas é comum que se espere por isso. E isto se repete em vários outros países da Europa!

Já devidamente preparados, portanto, venha comigo conhecer os brindes mais comuns das terras britânicas.

Os bons drinks mais comuns

Pimm’s

Photo by Oscar  Söderlund on Unsplash.
Photo by Oscar Söderlund on Unsplash.

Pimm’s é a marca de uma empresa que produz um tipo de licor à base de gin. O produto mais famoso, Pimm’s No. 1, é a base do drink que quero apresentar.

Pimm’s No. 1 foi produzido pela primeira vez em 1823 por James Pimm, na Inglaterra.

O drink mais comum à base deste produto é o Pimm’s and Lemonade, cuja receita apresento a seguir:

Em uma jarra, acrescente bastante gelo. Depois, coloque uma quantidade generosa de Pimm’s No. 1 e limonada com gás.

À mistura, adicione rodelas de pepino e laranja, além morangos (sem folhas e talo e cortados ao meio).

Este drink é a cara do verão, especialmente na Inglaterra. Para te dar uma ideia, no torneio de tênis de Wimbledon, cerca de 300.000 copos deste coquetel são servidos a cada ano.

Cerveja

Por mais que muita gente conecte a Alemanha com a cerveja, a bebida é assunto sério também por aqui.

Diz-se que ela foi a primeira bebida alcoólica produzida em terras britânicas.

Em 55 A.C., quando Júlio César chegou à costa de Kent (região bem próxima da Bélgica e da França), é dito que a bebida já era conhecida por aqui, o que continuou depois disso.

No período da Idade Média tardia (período entre 1250 e 1500), o consumo médio per capita era de 275 a 300 litros por ano.

Muitos dizem que no período da Peste Bubônica, que acometeu a Europa principalmente no século XIV, muita gente na Grã-Bretanha tomava cerveja como forma de evitar o consumo de água, que era tida por muitos como potencial vetor da doença. Existia, inclusive, a “small beer“, uma versão com menor teor alcoólico, consumida até mesmo por crianças.

Entre os tipos mais populares por aqui, temos brown ale (e English brown ale), Imperial stout, sweet stout, oatmeal stout, English pale ale, Porter e Kentish ale. Para a lista completa e maiores detalhes, recomendo um texto da TasteAtlas (10 Most popular british beers [styles and brands]).

Cidra

A cider é produzida no mundo inteiro e aqui também é muito apreciada.

Há indicativos de que celtas produziam cidra a partir de pequenas maçãs azedas na Grã-Bretanha já por volta de 300 A.C, mas a posterior invasão dos romanos trouxe novas espécies de maçã e formas de cultivo diferentes, como a formação de pomares.

Com a posterior invasão dos normandos, por volta de 1066, que trouxeram modernas técnicas de prensagem, a extração do suco para produção de cidra teve um ganho de eficiência muito significativo.

Para mais detalhes, confira o texto de The Great British Chefs, The history and origins of cider.

Embora o tipo original fosse feito puramente com o suco de maçã, há hoje os mais diversos tipos, inclusive mais doces do que a versão padrão, com adição de morango, maracujá, frutos silvestres, entre outras opções.

Ginger Beer

Feita na forma tradicional a partir de gengibre fermentado, açúcar e água, tem sua origem na Inglaterra.

Originalmente, tinha cerca de 11% de teor alcoólico, mas as versões mais comuns hoje possuem apenas 0,5%, o que faz com que sejam classificadas como não alcoólicas.

A marca mais comum, em versão alcoólica, é a escocesa Crabbie’s.

Eggnog

Mais comumente consumido durante o período do natal, esta bebida é cremosa, picante (no sentido de especiarias) e pode ser servida morna (no inverno) ou fria.

É composta de alguma bebida alcoólica (no Reino Unido, geralmente xerez ou conhaque) combinada com leite, ovos e açúcar. É geralmente servido com canela ou noz-moscada.

Scotch Whisky

Photo by Josh Appel on Unsplash.
Photo by Josh Appel on Unsplash.

Esta variação do whisky é feita exclusivamente na Escócia.

Em sua forma tradicional, é uma bebida obrigatoriamente à base de água e malte de cevada, cujos grãos foram previamente deixados de molho até que germinassem. A fermentação, por sua vez, é feita apenas com levedura.

E é isso! Espero que tenha gostado da seleção acima.

Por último, mesmo sabendo que você já está ciente disso, é sempre bom frisar: beba com moderação. A lista acima não vai a lugar algum. Pode testar cada item sem pressa! 😉