Ler mais
Photo by Philip Veater on Unsplash.

Quanto custa viver em Londres?

Viver em uma grande metrópole é ter acesso a mais postos de trabalho, remuneração melhor e mais opções para lazer e entretenimento, mas nem tudo são flores.

Um dos pontos não muito positivos, quase sempre, é a questão do custo de vida. Tudo tende a ser um pouco mais caro, então famílias menos favorecidas precisam fazer um malabarismo para pagar as contas, educar suas crianças e ainda ter algum trocado para uma atividade fora da rotina.

Ler mais
Primrose Hill - vista de Londres

Como é viver em Londres?

Quando eu ainda morava no Brasil, me lembro de pensar na Europa por conta de sua importância na história, principalmente se pensamos no Ocidente.

A ideia de um continente em que alguns países focavam no Estado de bem-estar social como política principal também me gerava interesse, mas tudo isso ainda parecia algo muito distante.

Com tudo o que foi acontecendo, porém, me mudei para o exterior, passei por Portugal e agora estou em Londres. Que jornada!

Tentando esclarecer e desmistificar um pouco da imagem que nós brasileiros geralmente temos sobre a capital britânica, gostaria de trazer um pouco do que tem sido a minha experiência por aqui.

Ler mais
Tower Bridge, ponte mais famosa de Londres. Foto por Adriano Donato Couto.

Reino Unido, Grã-Bretanha e Ilhas Britânicas: entenda a diferença

Quem acompanha o blog deve se lembrar que há algum tempo decidi me mudar para Londres a trabalho.

Ao explicar para familiares e amigos, lembro-me de me deparar com uma série de dúvidas da parte deles sobre como funcionaria o Reino Unido. Muitas dessas dúvidas, aliás, eu também não havia resolvido até então.

Pensando nisso, decidi hoje explicar um pouco sobre como este reino funciona.

Ler mais
Rainbow cheesecake do Wild Food Café.

Vegano em Londres: as melhores dicas de onde comer

Uma das coisas que vez ou outra comento nas redes sociais, em especial no Instagram, é que um dia gostaria de ter uma alimentação vegetariana ou, se a adaptação ocorrer bem, vegana.

Além do fato de que estas formas de alimentação e estilo de vida protegem a vida animal, reduzir ou eliminar o consumo de produtos de origem animal funciona também como um regulador contra uma indústria que muitas vezes trata os animais como mera mercadoria, sem um respeito mínimo pela vida na criação, transporte, abate e manuseio.

Pensando nisso, e também tendo em vista a importância de apoiar os produtores locais em momentos de pandemia e crise como agora, pedi ajuda à Céline Boudier, uma amiga francesa vegana que entende tudo sobre o assunto e ainda tenta adicionar à sua vida uma rotina livre de plástico de uso único. Obrigado pela super ajuda, Céline! ❤

Ler mais
Sobrevoando Lisboa para aterrissagem. Foto por Adriano Donato Couto.

Dois anos no exterior: preparações e a experiência de viver em Portugal e no Reino Unido

Hoje eu gostaria de fazer uma reflexão contigo…

Há exatos dois anos da data de hoje, eu aterrissava no aeroporto de Lisboa, ainda de madrugada.

A aventura, claro, começou antes, com a notícia de que eu havia passado no processo seletivo para uma empresa de consultoria em desenvolvimento de software em Portugal.

Ler mais
Foto de Matt Seymour no site Unsplash. Fonte: https://unsplash.com/photos/PVSCfkqcMP4.

Curiosidades e histórias sobre o chá no Reino Unido

Quando se fala do Reino Unido, especialmente dos ingleses, uma das imagens que vêm mais frequentemente à mente dos brasileiros e do restante do mundo é a do chá servido à tarde, com senhoras britânicas simpáticas e, como sempre, muito ponderadas até em sua maneira de rir.

O estereótipo acima, como a maioria dos outros em nossas vidas, passa longe da realidade, mas guarda suas semelhanças com o que de fato envolve toda a cultura do chá por aqui.

Ler mais
Prateleiras de papel higiênico em um supermercado de Londres

Coronavírus: na disputa política, quem devemos seguir?

No Brasil, como na maioria dos outros países, a pandemia de Covid-19, causada pelo novo coronavírus, está gerando muita preocupação, um número com crescimento exponencial de mortes e uma mudança na sociedade que só perceberemos lá na frente.

Por um lado, há cientistas, médicos, biólogos, enfermeiras e outros profissionais na linha de frente do enfrentamento a esta doença de disseminação assustadoramente rápida; do outro, alguns políticos, uma parcela do grupo empresarial, alguns grupos religiosos e muitos negacionistas.