Cidadania italiana: como funciona a via materna (judicial)?

Justice, por Pierre Subleyras (1699-1749).
Justice, por Pierre Subleyras (1699-1749). Obra atualmente em: Musée Thomas-Henry, França. Em domínio público. Disponível em: Wikimedia Commons.

Olá!

Hoje eu gostaria de falar um pouquinho sobre os processos por via materna. Por serem uma exceção à regra de processos administrativos, o requerente precisa entrar na justiça para conseguir contornar esta limitação.

Conforme eu já disse aqui, a transmissão da cidadania não costuma encontrar problemas se houver apenas homens na linha de antepassados até você. Se “aparecer” uma ou mais mulheres, porém, o filho desta mulher deverá ter nascido a partir de 1948. Se nasceu depois desta data, seu caso será administrativo. Continuar lendo Cidadania italiana: como funciona a via materna (judicial)?

Cidadania italiana: como fazer valer o tempo máximo de fila para o reconhecimento?

Photo by Uroš Jovičić on Unsplash
Photo by Uroš Jovičić on Unsplash

Olá!

Conforme eu comentei aqui, quem decidir reconhecer sua cidadania italiana através da estrutura consular no Brasil deverá esperar em uma fila lenta e longa. No Consulado Geral da Itália em São Paulo, por exemplo, a fila é de cerca de 12 anos.

O tempo de espera, segundo relato frequente das autoridades consulares, seria devido ao limite de recursos e de pessoal. De alguns anos pra cá, os consulados italianos no mundo perderam por volta de 1000 (um mil) funcionários no total. Soma-se a isto o fato de que o Brasil possui uma grande quantidade de descendentes. Continuar lendo Cidadania italiana: como fazer valer o tempo máximo de fila para o reconhecimento?