Viagens, vida no exterior e cotidiano.

Qual é o sabor de um “olá” a milhares de quilômetros?

Reflexões09/09/2018

Olá!

No último dia 26 de agosto, completei quatro meses em Portugal.

É engraçado como o tempo corre rápido hoje em dia, mas percebi que ele é dolorosamente mais cruel quando se está distante.

Precisei desse tempo até agora (e todo o que vem pela frente) para crescer muito por dentro.

Com a distância, a gente começa a medir os laços que tem. Você fala com alguém que vive no seu coração e chora copiosamente depois, mas mais grato pelo laço que tem do que triste pela distância.

Você também passa a perceber que agora, em definitivo, está por si só. Fará novos amigos, mas amizades demoram um tempo para crescer.

É certo que sentirá também falta de alguns cheiros e sabores típicos do seu país. Nenhuma coxinha portuguesa será tão familiar e agradável quanto aquelas que comia em algum boteco brasileiro.

No fundo, por mais que você se sinta feliz com sua nova fase, suas origens terão lugar reservado no coração.

Às vezes é justamente esse distanciamento que lhe ajudará a perceber que aquilo tinha o valor que você já sabia que tinha, mas nem sempre se dava conta de fato.

Por último, pode ser que você tenha outro problema: quanto mais tempo dedicar seu coração a um novo “lar”, mais dividido estará entre cada um dos lugares que já mereceram esse nome.

Se por um lado aquela conversa com alguém da cidade de origem lhe traz uma saudade enorme, pensar em abandonar sua nova etapa também parece impensável.

Talvez seja apenas questão de ser grato por cada passo, abraçar bem forte e sinceramente cada um que ama (quando tiver a oportunidade) e nunca se esquecer daqueles que realmente importam.

Na parte de baixo, à direita, um pedaço da turbina do avião. Ao fundo, a vista do alto de um mundaréu de construções, todas em tom meio dourado pela luz do sol. Um pouco mais ao fundo, temos o leito largo do rio Tejo.
Sobrevoando Lisboa para aterrissagem. Foto por Adriano Donato Couto.

E você, já morou um tempo fora do país? O que esta experiência te trouxe?

Arrivederci! 🙂


Imagem de destaque:
Photo by Noah Silliman on Unsplash.
© 2021. Un caffè per due. Feito com Gatsby