Viagens, vida no exterior e cotidiano.

Folclore da Inglaterra: alguns dos elementos mais conhecidos

Curiosidades28/02/2021

Com o lançamento recente de Cidade Invisível, série da Netflix que apresenta vários personagens do folclore brasileiro para o público mundial da empresa, comecei a ter maior curiosidade em relação ao folclore inglês e/ou britânico, algo que ainda não havia procurado saber nestes anos morando aqui.

No texto de hoje, portanto, trago algumas das principais personagens que encontrei em textos em inglês sobre o assunto.

Robin Hood

Muito conhecido também no Brasil, a história popularizada por Hollywood tem sua origem na Inglaterra.

Embora existam várias versões pelo país, a mais conhecida é a de que o jovem era um arqueiro muito habilidoso que morava em Nottingham, uma cidade na porção central da Inglaterra.

Ele teria atuado nas Cruzadas, ao lado do rei Richard, da Inglaterra. Quando retornou, percebeu que o xerife da cidade, dito corrupto e maldoso, teria transformado o lugar para muito pior.

A partir de então, vivendo na floresta de Sherwood (que ainda hoje existe, parcialmente), reunia sua turma de aliados para roubar dos riscos (em especial, do xerife) e dar aos pobres.

Ainda hoje, se pode conferir na cidade a Mighty Oak, grande árvore de carvalho onde diz-se que a turma se encontrava para planejar a próxima operação.

Rei Arthur

Outra história também conhecida no Brasil e em muitos outros países, este rei fictício chegou a se tornar tão popular que muitos acreditaram que ele de fato existiu na Inglaterra, o que não é verdade.

Na história, este homem foi o primeiro a conseguir remover uma espada da rocha onde estava cravada, retomando o reino que outrora pertencera a seu pai.

Após tornar-se o detentor do trono, formou os Cavaleiros da Távola Redonda, um grupo de fiéis soldados. Juntos, eles teriam participado de inúmeras incursões sob o comando do rei.

A seguir, uma adaptação em forma de desenho animado, feita pela Disney em 1993:

Jack, o Assassino de Gigantes

Trata-se de uma lenda da Cornualha, condado no Sudoeste da Inglaterra, que abriga uma série de lendas sobre gigantes.

Jack, a personagem em questão, teria sido um jovem filho de um fazendeiro da região.

Ele foi o responsável pela morte de uma série de gigantes perigosos no período do reinado do rei Arthur, conquistando as riquezas das criaturas que ele derrotava.

No vídeo a seguir, você pode conferir uma adaptação da história em um filme de Hollywood lançado em 1962:

A Fera de Bodmin Moor

Bodmin Moor é uma área de campo aberta na região Nordeste da Cornualha.

É nesta região que ficaria uma criatura que se assemelha a uma pantera negra, cuja lenda se fortaleceu após relatos de avistamentos ocorridos em 1978, inclusive com a localização de animais de criação de fazendas mortos e mutilados.

Em 1995, após inúmeros relatos por parte da população, o governo chegou a solicitar uma investigação, mas nada foi encontrado que comprovasse sua existência (e nada que negasse, também).

No mesmo período, um garoto encontrou o crânio de um felino perto do rio Fowey, que passa pela área, o que reacendeu os boatos.

Em pesquisa posterior, porém, foi afirmado por especialistas que aquele item foi provavelmente trazido de outro país, talvez por algum colecionador de animais caçados.

O Homem Verde

The Green Man é uma figura que representa mais uma categoria do que um personagem específico, mas que pode ser encontrado como ornamentação em algumas catedrais da Inglaterra. Seu rosto é todo coberto por folhas, que muitas vezes também saem de sua boca.

Para muitos, estas criaturas seriam protetores da natureza.

O que se sabe é que são provavelmente remanescentes de crenças pagãs que teriam sido inseridas nos templos antes do período conhecido como Reforma Inglesa, em que o rei Henrique VIII promoveu o rompimento da Igreja da Inglaterra para com a Igreja Romana.

O início deste movimento, como muitos sabem, se deu quando o rei Henrique VIII quis anular a união com a rainha Catarina de Aragão, o que foi desautorizado pelo papa Clemente VII em 1527.

Frustrado, ele rompei com a sede da igreja e fundou, assim, sua própria religião. Um dos movimentos mais fortes deste período foi o desmembramento dos monastérios no país.

Apesar do Green Man ser bastante conhecido por aqui, há representações deste em várias partes da Europa.

A imagem de destaque deste texto contém uma representação do Green Man na Catedral de Rochester, na Inglaterra.

E é isso! Espero que você tenha curtido conhecer um pouco mais sobre algumas das figuras mais conhecidas do folclore daqui.

Em postagens futuras, tentarei trazer mais personagens do folclore, desta vez também da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

Até logo!


Imagem de destaque:
Representação de um Gree Man na Catedral de Rochester. Fonte: Akoliasnikoff, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons.
© 2021. Un caffè per due. Feito com Gatsby